Facebook Pixel

Arthur Nory é eleito Melhor Atleta do Ano pelo COB

18/12/2019

Além do ginasta, mais três atletas do Time Ajinomoto conquistaram troféus no Prêmio Brasil Olímpico 

Integrante do Time Ajinomoto, o ginasta Arthur Nory foi eleito o melhor atleta do ano no Prêmio Brasil Olímpico 2019. A premiação, organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), é dividida nas categorias feminina e masculina e foi entregue no dia 10 de dezembro, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

No evento, também foram premiados os melhores atletas de cada modalidade no esporte brasileiro. Além de Nory – também vencedor do título de melhor atleta da temporada na ginástica artística –, mais três integrantes do Time Ajinomoto receberam o troféu em suas modalidades: Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Henrique Avancini (ciclismo mountain bike) e Valéria Kumizaki (karatê).  

Os vencedores por modalidade, assim como os indicados a melhor atleta do ano, foram escolhidos por um colegiado formado por jornalistas, dirigentes, Comissão de Atletas do COB, ex-atletas e personalidades do esporte.

Durante a cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, o COB relembrou a campanha dos atletas nacionais em Lima. O ginasta Francisco Barretto, também integrante do Time Ajinomoto, foi um dos destaques do torneio, conquistando três medalhas de ouro (equipe, cavalo com alças e barra fixa).

Veja os principais resultados dos atletas do Time Ajinomoto nesta temporada:

Arthur Nory – O ginasta recebeu sua primeira indicação para o troféu de melhor do ano do COB graças a resultados memoráveis em algumas das principais competições de 2019. Aos 26 anos, o atleta do Time Ajinomoto conquistou a medalha de ouro na barra fixa no Campeonato Mundial, realizado em Stuttgart, e ajudou o Brasil a assegurar a vaga por equipe para os Jogos de Tóquio.

Antes, ele tinha sido medalhista de prata no mesmo aparelho e no individual geral, além de campeão por equipe, em Lima. Nos Jogos Mundiais Militares, foi medalhista de prata por equipe.

Ana Marcela Cunha – Eleita pela sexta vez a melhor nadadora do mundo pela Fina, conquistou dez títulos internacionais. Vice-campeã do Circuito Mundial de Maratonas Aquáticas da Fina, Ana Marcela venceu cinco etapas da disputa – Doha (Catar), Setúbal (Portugal), Balatonfüred (Hungria), Ohrid (Macedônia) e Nanton (Taiwan) – e foi vice em outras duas – Ilhas Seicheles e Chun’na (China). Ela também foi campeã dos 5km no Mundial de Desportos Aquáticos em Gwangju e nos Jogos Mundiais de Praia e venceu os 10km em Lima e nos Jogos Mundiais Militares de Wuahn e os 25km no Mundial de Gwangju.

Também em Gwangju, Ana Marcela assegurou classificação para os Jogos de Tóquio, graças ao 5º lugar obtido na prova dos 10km. Além dessas conquistas, este ano, a maratonista aquática teve seu nome incluído no Livro dos Recordes (Guinness Book) como a maior vencedora do Circuito Mundial 10km, com 25 triunfos. 

Ana Marcela foi indicada a melhor atleta feminina do país na premiação do COB. O troféu deste ano ficou com a boxeadora Beatriz Ferreira, mas a maratonista já tinha sido a vencedora em 2016 e 2018

Valéria Kumizaki – Foi campeã do torneio de karatê em Lima. Valéria também conquistou a medalha de ouro na etapa de Santiago da Series A da World Karate Federation (WKF).  

Henrique Avancini – Conquistou a medalha de prata nos Jogos em Lima e é o atual campeão brasileiro XCM e XCO.

Voltar para o índice

Últimas notícias: