Not support Recaptcha Ir direto ao conteúdo
Ajinomoto do Brasil
Seta
Região País/Região
Seta

The Ajinomoto Group Creating Shared Value

O valor compartilhado do Grupo Ajinomoto.

Mais que gerar lucro, uma empresa precisa ser sustentável, útil e agregar valor à sociedade. Esse é um princípio do ASV (The Ajinomoto Group Creating Shared Value), uma filosofia criada na matriz da Ajinomoto, no Japão, que se espalha pelas filiais do Grupo no mundo todo.

Esse é o compromisso que rege nossos projetos e norteia nossas ações.
Conheça os impactos que já geramos seguindo o ASV:

Eco Friendly Factory

A unidade de Laranjal Paulista criou a Eco Friendly Factory, propondo novas tecnologias para reduzir o uso de recursos naturais e a emissão CO². O projeto concorreu com outras 27 ideias das afiliadas do Grupo Ajinomoto e foi contemplado com o prêmio interno ASV Global.

Produção de álcool em Limeira e Valparaíso

A produção de álcool em gel e líquido nas duas unidades utilizou recursos internos para contribuir com a sociedade no combate à Covid-19. Foram produzidos, respectivamente, 17.500 e 15.000 litros de álcool com adição de AJIDEW®, um aminoácido produzido pela Ajinomoto que traz mais suavidade às mãos. Os produtos foram doados para instituições e hospitais onde as unidades da Ajinomoto do Brasil estão localizadas.

Assistência emergencial a restaurantes de pequeno porte

A Ajinomoto® Food Service, área da Ajinomoto do Brasil voltada à alimentação fora do lar, promoveu, em 2020, diversas iniciativas em apoio a empreendedores de todo o país, incluindo o lançamento da plataforma gratuita de gestão financeira “Meu Negócio” e a disponibilização de cartilhas com dicas para a retomada presencial.

Outro destaque foi a distribuição do Kit Recomeço, composto por produtos essenciais para a manutenção do cardápio, como o Amaciante de Carne Ajinomoto® e a linha profissional de temperos e caldos SAZÓN®. A ação resultou na entrega de mais de 30 toneladas de alimentos, que beneficiaram 10 mil estabelecimentos.

Projeto PRELI

O projeto PRELI, criado pela equipe jurídica da Ajinomoto do Brasil, estimula a conciliação na solução de impasses jurídicos com fornecedores, clientes, consumidores ou colaboradores da empresa, procurando o entendimento direto ou um mediador, que incentiva o acordo entre as partes.

O Brasil tem mais de 100 milhões de processos em curso e a estrutura do judiciário custa R$80 bilhões ao ano. Portanto, essa ação beneficia a companhia e a sociedade, já que menos processos significam mais recursos para outras prioridades.

A predisposição pela conciliação traz boa reputação à Ajinomoto do Brasil que, desde 2016, é considerada Empresa Amiga da Justiça pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Já a editora britânica The Legal 500 classificou o Departamento Jurídico da ABR como um dos 100 melhores das empresas brasileiras.

Programa IDEA

O Programa IDEA tem como objetivo oferecer cursos de educação à distância para os 83 distribuidores da Divisão Food (Alimentos), incluindo os seus funcionários.

No primeiro ano do Portal E-learning, em 2016, foram 12 módulos de gestão de negócios, técnicas de vendas e negociação sobre os produtos da Ajinomoto, todos disponíveis na mesma plataforma online oferecida aos funcionários da empresa.

Em 2017, o projeto cresceu com a liberação do acesso aos mais de 100 cursos disponibilizados na ferramenta. 2.573 pessoas concluíram 5.681 cursos! Os indicadores mostraram que os profissionais que fizeram mais treinamentos tiveram desempenho 15% maior do que os que não fizeram.

Essa formação torna o negócio dos distribuidores mais sustentável e, consequentemente, o da Ajinomoto do Brasil também, já que 80% das vendas da Divisão Food (Alimentos) passam por eles. Além disso, os custos de treinamento, que antes eram exclusivamente presenciais, caíram 35%.

Redução de CO²

As áreas adotadas pela Ajinomoto do Brasil colaboraram para que a empresa atingisse diversas metas. Entre elas, a redução da emissão de CO², que tinha como objetivo alcançar um percentual de 72% e teve sua meta ultrapassada, chegando a 79%. A redução do consumo de água, o uso de energia renovável e o índice de reciclagem também atingiram as suas metas, registrando, respectivamente, 77%, 55% e 100%.

Entre os exemplos que podem ser citados estão as fábricas da companhia localizadas em Laranjal Paulista e Limeira, ambas no estado de São Paulo, que já adotam medidas com esses propósitos desde 2012 e conseguiram alcançar emissões significativas de CO² (89% e 70%, respectivamente) após a instalação de caldeiras de biomassa em suas linhas de produção.

Outros Projetos